News:
Casa » Destaque » Bandido tenta assaltar policial militar em Linhares/ES, leva tiro e morre no local

Bandido tenta assaltar policial militar em Linhares/ES, leva tiro e morre no local

De acordo com informações da polícia, uma mulher vigiava de dentro do banco quando a vítima sacava o dinheiro e deixava a agência.

Um bandido identificado por Deivid Ventura Viana, de 27 anos tentou assaltar um policial e, acabou levando tiros e morreu no local, o caso ocorreu em Linhares, Norte do Estado.

De acordo com a polícia Militar, o PM de 26 anos, estava de folga e, foi a uma agência bancária localizada no bairro Interlagos, na manhã desta segunda-feira 19 de novembro de 2018, para sacar dinheiro e deixou o carro estacionado próximo ao banco.

Após sacar cerca de R$ 5 mil reais, o militar eixou a agência e entrou no veículo, quando estava prestes a deixar o local,  o ladrão Deivid se aproximou do veículo, que estava com os vidros fechados, seguida apontou uma arma em direção ao policial e tentou abrir a porta do carro. Ao ver a arma apontada pra ele, o policial sacou sua arma e, de dentro do veículo efetuou quatro disparos, os tiros atingiram a região do peito de Deivid.

A PM informou que após os disparos, o militar saiu do veículo e acionou a emergência. O Corpo de Bombeiros foi ao local e constatou que o suspeito já estava morto.

De acordo com o Capitão Nunes, da PM de Linhares, a agência bancária possui câmeras de videomonitoramento que serão disponibilizadas para investigação da Polícia Civil e até identificação de outras pessoas que possam ter envolvimento no crime, popularmente, conhecido como saidinha do banco.

A arma usada pelo bandido era uma pistola calibre 380. O corpo de Deivid foi recolhido pela perícia da Polícia Civil.

“A Polícia Civil desconfia que há outras pessoas envolvidas na tentativa deste assalto e investigar o caso, existe a possibilidade de uma pessoa, que é companheira do suspeito, que estava dentro do banco, ter dado suporte a ele e poderia estar vigiando possíveis vítimas”.

A Mulher, ao ver o companheiro ferido e caído no chão, passou mal e precisou de atendimento médico no local.

O capitão Nunes informou que o policial agiu de acordo com o treinamento dado pela Polícia Militar no ES. “O militar agiu dentro dos parâmetros legais e da legítima defesa. O policial é treinado a efetuar disparos em ‘double tape’ (de dois em dois) sempre em números pares, conforme o método(Giraldi) de tiro utilizado pela PMES, com intuito de cessar a injusta agressão”, disse.

Sobre simoes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*