News:
Casa » Entretenimento » Raiva bovina é detectada em gado em Medeiros Neto/BA

Raiva bovina é detectada em gado em Medeiros Neto/BA

Nos bovinos a forma clínica mais comum é a raiva paralítica, entretanto, podem ocorrer casos de raiva furiosa.

boi..

Estima-se que a raiva seja responsável pela morte de cerca de 50.000 bovinos por ano no Brasil.

Várias fazendas do município de Medeiros Neto já detectaram animais infectados com a “Raiva Bovina”, alguns animais já morreram e isso preocupa os fazendeiros e a vigilância sanitária, já que a doença não tem cura e se o animal morto for manipulado por seres humanos, a raiva pode ser transmitida, explicou o medico veterinário e secretário de agricultura do município, Dr. Armando Leal do Norte.

boi - riva - bovina

Segundo Dr. Armando, a doença é transmitida por morcegos e os animais das fazendas que ficam ás margens do rio tem maior probabilidade de contrais a raiva já que os morcegos vivem nas árvores ou nas grutas de pedras. A raiva é uma encefalite aguda viral transmitida através da mordedura de animais doentes e portadores, e que se caracteriza por um quadro neurológico fatal. Também conhecida como hidrofobia, a raiva é uma zoonose e a prevenção da doença é a vacinação, afirmou o veterinário.

Dr. Armando explicou que a raiva bovina é transmitida pela mordedura de morcegos hematófagos, que atuam como portadores, reservatórios e transmissores do vírus da raiva.

O vírus encontra-se na saliva do animal e, obviamente, é necessário que a saliva tenha contato com a ferida, pois o vírus não atravessa a pele íntegra. Após a transmissão, o vírus desloca-se para o sistema nervoso e o curso da doença leva em média 10 dias. O período de incubação da enfermidade varia de 3 a 15 semanas.

Nos bovinos a forma clínica mais comum é a raiva paralítica, entretanto, podem ocorrer casos de raiva furiosa. O animal afetado apresenta uma hipersensibilidade a todos os fatores externos. Ocorre uma nítida mudança de hábito, os sintomas evoluem para perda da consciência, mugido rouco, aumento do volume e presença de espuma na saliva, midríase, fezes secas e escuras, andar cambaleante, paralisia dos membros posteriores, e evolução para a paralisia dos anteriores. A morte ocorre 4 a 8 dias após o início dos sintomas.

boi
Dr. Armando explicou que nos casos de suspeita clínica de raiva, não se deve matar o animal, o certo é aguardar a evolução natural do quadro e colher material após a morte. Atenção especial deve ser dada à necropsia, que deverá ser feita por um profissional, considerando-se o risco de contaminação e a grande importância da forma de coleta e envio da amostra para a eficiência do diagnóstico.

Be.

Sobre simoes

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*